terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

INSTALAÇÃO DE TOMADAS E INTERRUPTORES


→ Instalações elétricas
* Os procedimentos para fazer a instalação elétrica de uma casa são praticamente os mesmos, qualquer que seja o número de cômodos. Tudo começa no projeto de elétrica, que deve definir o tipo e a bitola dos conduítes utilizados, seu encaminhamento e a fiação específica para cada ponto. O procedimento deve ser coordenado por um eletricista capacitado, para evitar a instalação de fiação errada e possíveis acidentes e problemas com fornecimento.

Primeiro, são instaladas as caixas octogonais nas lajes, depois é feito o encaminhamento dos conduítes pelas paredes até as caixas 4x2 ou 4x4 das tomadas e interruptores. Em seguida, são instalados os fios, e depois toda a fiação de cada cômodo segue junta, dentro dos conduítes, até os quadros de distribuição. Se essa distância é muito grande ou se houver derivação, terá necessidade de uma caixa de recepção de conduítes intermediária, chamada de caixa de passagem.

Em cada cômodo, o caminho dos conduítes é definido em projeto. Além de passar pelas paredes, eles atravessam o teto ou o piso. Para passar pela laje do piso, no entanto, é necessária uma boa espessura de contrapiso, que garanta com folga a passagem da tubulação. Os conduítes podem ser corrugados ou lisos, ou do tipo mangueira, mais utilizado em apartamentos. Em geral, os conduítes empregados dentro de cada cômodo têm bitolas entre ¾" até 1", e os que levam toda a fiação até a caixa de distribuição devem apresentar diâmetros maiores.

* Veja como instalar fios, conduítes, caixas de tomada e de interruptores de uma residência. Confira o projeto, escolha materiais certificados e use equipamento de segurança
Fotos: Marcelo Scandaroli
São necessárias ferramentas simples como martelo, talhadeira, ponteiro, colher de pedreiro, alicate, canivete, voltímetro, amperímetro, chave de fenda e chave Philips, além de equipamentos de proteção individual.
Fotos: Marcelo Scandaroli
De acordo com o projeto, é feita a marcação na laje para instalação da caixa octogonal de distribuição dos conduítes, em geral inserida no ponto central da laje.
Fotos: Marcelo Scandaroli
Depois da colocação dos conduítes, fixe a caixa com argamassa, o chamado chumbamento.
Fotos: Marcelo Scandaroli
Os conduítes atravessam a parede até encontrar as caixas 4x4 ou 4x2 de tomadas e interruptores, sempre de acordo com o projeto.
Fotos: Marcelo Scandaroli
Dependendo do comprimento do caminho, os conduítes podem precisar de emendas, feitas por meio de luvas que unem as partes da tubulação.
Fotos: Marcelo Scandaroli
Depois de instalados nas paredes, cubra os conduítes com massa e nivele a parede. Os conduítes podem ser embutidos com o auxílio de uma talhadeira, ainda na fase em que os tijolos estão aparentes (processo mais rápido, a parede não fica com emenda) ou quando as paredes já receberam a massa grossa (processo mais demorado, mas garante maior precisão e estabilidade na colocação dos conduítes).
Fotos: Marcelo Scandaroli
Encaixe dos conduítes nas caixas e correto posicionamento das caixas nas paredes.
   Veja como instalar fios, conduítes, caixas de tomada e de interruptores de     uma residência. Confira o projeto, escolha materiais certificados e use equipamento de segurança
Reportagem: Simone Sayegh

 

 


Fotos: Marcelo Scandaroli
Inicie o chumbamento da caixa com o auxílio de uma colher de pedreiro.
Fotos: Marcelo Scandaroli
Com a desempenadeira, retire o excesso de massa e nivele perfeitamente a parede para evitar ondulações. Após a parede nivelada e seca, a caixa está pronta para receber a fiação.
Fotos: Marcelo Scandaroli
A fiação definida em projeto deve ser inserida dentro dos conduítes conforme os circuitos. Amarre com fita isolante os fios em uma guia rígida, chamada de passa-fio, que vai "levar" os fios no interior dos conduítes de um ponto a outro.
Fotos: Marcelo Scandaroli
O passa-fio pode começar a ser embutido dentro dos conduítes encaixados na caixa do teto ou nas caixas de tomadas e interruptores. Não importa por onde começar a embutir, o importante é levar a fiação pelo caminho certo.
Fotos: Marcelo Scandaroli
Depois de chegar na outra ponta do conduíte, a guia deve ser totalmente puxada, até que a fiação apareça, de maneira a garantir que todos os fios estejam embutidos no conduíte certo. A guia então pode ser retirada e utilizada em outro conjunto de fios.
Fotos: Marcelo Scandaroli
Para a inserção dos fios dentro de acabamentos como tomadas e interruptores, corte a ponta da capa dos fios, cerca de 2 cm, instale os fios desencapados nos locais apropriados dos acabamentos e aparafuse-os.
Fotos: Marcelo Scandaroli
Depois de os fios serem aparafusados na tomada, complete a instalação com o encaixe do acabamento na caixa específica, e termine colocando o espelho correspondente.
Fotos: Marcelo Scandaroli
Para a instalação de luminárias, os fios que pendem do teto também devem ser desencapados.
Fotos: Marcelo Scandaroli
Os fios soltos devem ser enrolados entre si, emendados e recobertos com uma fita isolante. É muito importante que esse serviço seja feito por um profissional capacitado para evitar erros na junção dos fios.
Fotos: Marcelo Scandaroli
Para a instalação de uma lâmpada, insira dentro do soquete os fios emendados de acordo com os circuitos.
Fotos: Marcelo Scandaroli
Enquanto a fiação é passada e ligada dentro dos cômodos, os conduítes de maior bitola já podem ser instalados no encaminhamento até o quadro de distribuição, juntamente com o conjunto de fios vindos de cada cômodo. Esses fios serão ligados a disjuntores específicos, de acordo com o projeto dos circuitos que irão regular o fornecimento de energia a todos os cômodos da casa.
Fotos: Marcelo Scandaroli
Depois de todos os conduítes e fios passados e ligados dentro dos ambientes da casa, é feita a ligação entre a caixa de luz localizada fora da residência e a fiação principal que leva a energia até o quadro de distribuição



Primeiro, são instaladas as caixas octogonais nas lajes, depois é feito o encaminhamento dos conduítes pelas paredes até as caixas 4x2 ou 4x4 das tomadas e interruptores. Em seguida, são instalados os fios, e depois toda a fiação de cada cômodo segue junta, dentro dos conduítes, até os quadros de distribuição. Se essa distância é muito grande ou se houver derivação, terá necessidade de uma caixa de recepção de conduítes intermediária, chamada de caixa de passagem.
Em cada cômodo, o caminho dos conduítes é definido em projeto. Além de passar pelas paredes, eles atravessam o teto ou o piso. Para passar pela laje do piso, no entanto, é necessária uma boa espessura de contrapiso, que garanta com folga a passagem da tubulação. Os conduítes podem ser corrugados ou lisos, ou do tipo mangueira, mais utilizado em apartamentos. Em geral, os conduítes empregados dentro de cada cômodo têm bitolas entre ¾" até 1", e os que levam toda a fiação até a caixa de distribuição devem apresentar diâmetros maiores.

Por, Gabriel Azevedo Braz. 









Um comentário:

  1. Melhor "tutorial" que eu achei. MUITO bom!
    Parabéns aí pelo conteúdo, as imagens e tudo o mais! Blog muito bacana e informativo. Quem dera tivessem mais assim! hehe
    Queria saber se essa instalação serve pra qualquer tipo de tomada e interruptor porque comprei um pacote de tomadas e interruptores na Mobly (http://www.mobly.com.br/reforma/tomadas-e-interruptores/)mas não tenho nem ideia se tem alguma diferença especifica entre eles.
    Alguma dica?

    ResponderExcluir